Revista Discente Eletrônica da pós-graduação em História da Universidade Federal de São Paulo

Notícias

PRORROGAÇÃO DE PRAZO para envio de textos para o Dossiê "Expressões artísticas e a democracia na Américas"

É com prazer que a revista Hydra, periódico discente do programa de pós-graduação em História da Universidade Federal de São Paulo, vem a público informar a chamada de textos para compor o Dossiê “Expressões artísticas e a democracia nas Américas”, edição número 3, volume 6, julho de 2019.

Dossiê: Expressões artísticas e a democracia nas Américas

    Nas Américas como um todo, os regimes de exceções e as forças autoritárias de Estado são um legado conhecido por todos. De diferentes modos e em distintos tempos, estas experiências podem ser pensadas de formas mais amplas tanto no que toca seus autoritarismos e igualmente no que tange ao modo de resistência forjado por suas populações. Dentre as diversas formas de resistência frente às perseguições, desigualdades e exclusões, as artes de modo amplo tiveram sua importância. Estas foram e são tão significativas que até a atualidade os movimentos artísticos, de dentro e/ou fora da indústria cultural, se posicionam fortemente contra atitudes autoritárias, fascistas e racistas. 
    Refletindo sobre o contexto atual, a grande quantidade de manifestações neste continente trouxe à tona novamente a ideia do lugar da arte como um espaço de resistência. Em contexto brasileiro podemos destacar desde os movimentos artísticos do período ditatorial, até recentemente, as expressões contra o espraiamento de ideias preconceituosas e fascistas que marcaram os últimos anos da política, com a atuação dos grupos de arte pela democracia, música pela democracia, desenhos pela democracia e outros que se constituem como exemplos caros à atualidade. Os outros países do Cone Sul (Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai) que também passaram por Ditaduras Militares, igualmente tiveram fortes posicionamentos artísticos. Além destes, tantos outros países deste continente encontram na artes uma maneira de expressar-se frente à regimes autoritários, adotando novas formas de comunicação que marcaram as diferenças de posicionamento.
    Se o autoritarismo tem história, se desenvolve no tempo e espaço, manifestando-se em diversos contextos (em nível pessoal e coletivo), assim também é a arte. Frente a um espaço de pessoas e instituições que promovem o apagamento o silenciamento do outro, a arte vem comunicar de outras maneiras aquilo que não se poderia dizer. Por isso, a Revista Hydra propõe um dossiê que busca refletir sobre a atuação das artes em sua amplitude (música, dança teatro, pinturas, fotografias, dentre outros) e dos movimentos artísticos na resistência crítica e o seu papel na discussão da democracia no século XX e XXI, nos espaços das Américas.

A revista aceita igualmente Artigos Livres, Notas de Pesquisa e Resenhas, e especialmente nesta edição, textos de coletivos ou movimentos artísticos (individuais ou não) que queiram colaborar nestas discussões, desde que de acordo com as nossas normas de publicação, descritas no link abaixo: http://hydra.sites.unifesp.br/index.…/…/normas-de-publicacao


ATENÇÃO: textos em desconformidade com as normas não serão enviados para avaliação, ficando automaticamente descartados.

Prazo de submissão: até 10 de março de 2019, diretamente para o email da revista:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..
Previsão de publicação: julho de 2019

Hydra_facebook_P.jpg

Destaques

Lançamento do Dossiê "História dos Esportes e Lazer", V. 3, n° 5, Dez/2018

É com imenso prazer que a Revista Hydra traz a público sua edição de Dezembro/2018 com o Dossiê "História dos Esportes e Lazer".

Bom leitura e festas a todos e todas!

page-1-001.jpg

Eventos